Braga — Continuam as descargas poluentes no Rio Este!

Posted: 14 Julho, 2007 in Amares, Ambiente, Atentado, Braga, Caldelas, Espectáculo, fotografia, Internet, Justiça, Liberdade, Minho, Opinião, Política, Portugal, Reportagem, Saúde, Social

picture012.jpgDescargas poluentes, supostamente ilegais são lançadas no Rio Este, na zona do Parque de Exposições. As descargas são frequentes e deixam o rio com aspecto desolador.

Segundo o relato de um popular, que tem “medo” de se identificar, diz que ” é sempre assim, é todos os dias a mesma coisa. Há dias que a descarga é de cor aleitada, outras vezes castanha, ou preta como esta neste momento. Veja, aquilo é óleo e ali, são lâmpadas fluorescentes…”.

A mesma fonte afirma, que já “ninguém se esconde” e que “as descargas são diárias” e “feitas à luz do dia, mas ninguém faz nada…”.

E conclui, apelando para que chamemos “ao local, a Inspecção-geral do Ambiente, a Quercus, ou alguém que não tenha medo de mexer com os poluidores”.

picture008.jpg

As lâmpadas fluorescentes

picture010.jpg

Também, junto do Parque Municipal de Exposições, foram depositadas e destruidas dezenas de lâmpadas fluorescentes.
Manuel Araújo

——————————————————

O perigo das lâmpadas fluorescentes

As lâmpadas fluorescentes estão na lista dos resíduos perigosos. Elas contêm substâncias químicas que afectam o ser humano, como o Mercúrio, um metal pesado que uma vez ingerido ou inalado, causa efeitos desastrosos ao sistema nervoso.

Ao partir-se, uma lâmpada fluorescente emite vapores de mercúrio (da ordem de 20mg) que são absorvidos pelos organismos vivos, contaminando-os.

Se forem depositadas em aterros, as lâmpadas contaminam o solo e mais tarde, os cursos de água, chegando depois à cadeia alimentar.
Composição da lâmpada fluorescente

Uma lâmpada fluorescente típica é composta por um tubo selado de vidro preenchido com gás argão a baixa pressão (2,5 Torr) e vapor de mercúrio, também a baixa pressão parcial.

O interior do tubo é revestido com uma poeira fosforosa composta por vários elementos.

A Tabela seguinte relaciona a concentração desses elementos em mg/kg da poeira fosforosa.

Elemento Concentração Elemento Concentração Elemento Concentração
Alumínio 3.000 Chumbo 75 Manganésio 4.400
Antimónio 2.300 Cobre 70 Mercúrio (1) 4.700
Bário (4) 610 Crómio 9 Níquel (2) 130
Cádmio (3) 1.000 Ferro 1.900 Sódio 1.700
Cálcio 170.000 Magnésio 1.000 Zinco 48

Fonte: Mercury Recovery Services.

(1) Mercúrio
Geralmente quem foi intoxicado pelo vapor do mercúrio pode apresentar sintomas como dor de estômago, diarreia, tremores, depressão, ansiedade, gosto de metal na boca, dentes moles com inflamação e sangramento nas gengivas, insónia, falhas de memória e fraqueza muscular, nervosismo, mudanças de humor, agressividade, dificuldade de prestar atenção e até demência. No sistema nervoso, o produto tem efeitos desastrosos, podendo causar lesões e até à vida vegetativa ou à morte, conforme a concentração.

(2) Níquel
A exposição ao metal níquel e seus compostos solúveis não deve superar aos 0,05 mg/cm³ , medidos em níveis de níquel equivalente para uma exposição laboral de 8 horas diárias e 40 horas semanais. Os vapores e o pó de sulfato de níquel suspeita-se que sejam cancerígenos.

(3) Cádmio
O cádmio é um metal pesado que produz efeitos tóxicos nos organismos vivos, mesmo em concentrações muito pequenas. É um dos metais mais tóxicos.

A exposição ao cádmio nos humanos ocorre geralmente através de duas fontes principais: a primeira é por via oral (por água e ingestão de alimentos contaminados), e a segunda por inalação. Os fumadores são os mais expostos ao cádmio porque os cigarros contêm também este elemento.

(4) Bário
Os compostos de bário quando dissolvidos em água são extremamente venenosos .

QUE FUTURO ???

Comentários
  1. Luis diz:

    Eu posso tambem dizer que isto é verdade.

    a camara só quer o rio limpo para as festas, depois é o que se vê.

    a camara é que não quer acabar com esta vergonha. se calhar tanbem tem medo.

    Chamem alí a fiscalização, mas que venha de fora, porque os daqui calam-se .

    É uma vergonha!

  2. Olá.
    Venho agradeçer-lhe o email que me mandou a alertar para esta situação, e também pedir-lhe autorização para públicar no meu blog as fotografias que estão no artigo.

    Obrigada

  3. Alfredo Costa - Braga diz:

    são cancros que se podem curar…

    Basta querer e te-los no sítio.

  4. […] a qualidade da água no curso urbano, Mesquita Machado disse que, pelo menos até à entrada poente do Parque Municipal de Exposições, «as águas do Este apresentam-se completamente límpidas», facto a que associou aos […]

  5. luis paulo diz:

    ola amigos,estou chocado com as fotos que acabo de ver,pois sou menbro da associaçao “AMIGOS DO RIO ESTE”e ja tinha visto muita poluiçao no curso do rio este,mas LAMPADAS FLURESCENTES,isto é de mais e os criminosos têm que pagar pelo que estao a fazer não so ao rio este mas tambem ao meio ambiente.
    sempre que possivel e quando recebemos denuncias em relaçao a pontos negros no rio temos tido a coragem de denunciar sempre e alertar as autoridades competentes para o problema.
    nao sou de braga mas nao consigo compreender como uma camara como a de braga continua a fazer de conta de esta tudo bem com o rio este,so se preocupa com o rio quando e para fazer fotos para os jornais,como as que ainda a pouco tempo se via o sr mesquita machado em galochas e enxada na mão a posar para a foto com crianças.
    estamos atentos e penso que nao ira demorar muito mais tempo ate ver-mos o rio este despoluido e devolvido as populaçoes que vivem nas suas margens.

    um abraço amigo
    luis paulo

  6. gabriel diz:

    olá,

    eu corro algum risco se uma dessas lâmpadas, por acidente, quebrar em minha casa? – como de fato já aconteceu.
    que medidas tomar?

    obrigado

  7. albertina diz:

    Braga e uma cidade maravilhposa e pena e o procaria do rio este

  8. […] esgotos industriais foram os principais responsáveis pelo estado a que o rio chegou. De acordo com Manuel Araújo continuam a existir descargas poluentes, ilegais lançadas no Rio Este, na Zona do Parque de […]

  9. ANA CATARINA diz:

    Cruzes credo como as pessoas tratam o rio este meu deus

  10. ANA CATARINA diz:

    Ao menos podiam tratar aquilo melhor pois aquilo vai de mal a pior

  11. ANA CATARINA diz:

    podiam meter alguem a tratar aquilo

  12. Pinto diz:

    Existe um slogan político que diz o seguinte:

    “É bom viver em Braga”

    Com estas condições? …até dá vontade de rir

  13. Joana diz:

    realmente o rio este esta desgraçado e nojento…
    quando passo por la da-me uma vontade de vomitar, cheira tão mal…
    bem, se pudessemos fazer alguma coisa….
    eu ,eu ajudava
    e voces?

  14. carolina diz:

    nao percebi nada disto

    • andre diz:

      pois pessoal teem razao eu sou de balasar moro a 2mi do rio este e gosto muito de pesca , mas com esta pluiçao nao da gosto nenhum .
      eu nao me lembro de ver este rio limpo mas na altura do meu avo ele contava que era um rio de mil maravilhas aguas limpas ,onde muita gente ia para la passar muito tempo. na minha zona a alguns bons peixe como o barbo a boga pimpao e carpa so que tambem ja nao é o que era infelismente so que falta uma coisa a truta?muita gente dizia que conheciao o rio este como um dos melhores rios truteiro da zona norte e onde taopesco a cerca de 7 anos no rio este e nunca vi nenhuma truta ??? eu gosto de pescar no rio este so que as vezes vem um cheiro que ate da vomitos…
      eu se poder ajudar em alguma coisa ajudo quero que este rio seja rico novamente em truta pff
      facao alguma coisa

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s