Homenagem

Posted: 31 Agosto, 2007 in Acidente, À volta do mundo, Canadá, CD, Cultura, Literatura, Morte, Poemas, Poesia

Na passagem do décimo aniversário da morte de duas humanistas, madre Teresa de Calcutá e a princesa Diana, Euclides Cavaco presta-lhes aqui uma homenagem póstuma neste poema triste que elas o inspiraram .

Ó morte iníqua…nada há que te resista
Quanto mistério há no teu vazio profundo
Perante ti se rende o rei e o cientista
E os poderosos deixam seu poder no mundo!

Funérea morte…nunca avisas a chegada
E furtas sem perdão vidas à vida…
Véu de negrume…desfazes sonhos em nada
Com insolência e perfídia desmedida!…

Lesta arrebatas sem idades escolher,
Tua amargura nada há que a conforte
Nas curtas vidas que tu mal deixas viver.

Todo o que nasce…já traz consigo tal sorte…
E nunca mesmo…a alegria de nascer
É compensada…com a tristeza da morte!…;

Euclides Cavaco

 

Veja e ouça aqui o poema declamado ABOMINÁVEL EXISTÊNCIA

—————-
Now playing: Vangelis – Chariots of Fire
via FoxyTunes

Comentários
  1. vera diz:

    Homenagem maravilhosa! E que só podia ser de Eculides Cavaco.
    Inegavelmente linda e que toca a alma!

  2. vera diz:

    como poderia ter essa homenagem comigo, gostaria de ter a permisão de Euclides para copiá-la e tê-la junto à mim.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s