Euclides Cavaco no Minho

Posted: 25 Junho, 2008 in Portugal

Em Amares, Euclides Cavaco visitou o Solar da Quinta da Tapada e homenageou Sá de Miranda.

Em Vila Verde, na Biblioteca Municipal apresentou o seu mais recente trabalho “Horizontes da Poesia”

_____________________________________________

Excerto da abertura da apresentação do autor:

  • Vulto ímpar nas Comunidades portuguesas, da Comunicação Social, cidadão e Homem do Mundo, grande mensageiro da Cultura e da Língua de Camões no Canadá há mais de 35 anos, agraciado com inúmeras distinções é com toda a justiça, apelidado de “Embaixador da Língua e Cultura de Camões”. É o nosso homenageado, o meu amigo  Euclides Cavaco, que está aqui para nos apresentar a sua mais recente obra, “Horizontes da Poesia”.
  1. Estamos aqui para conhecer o seu trabalho e escutar as suas récitas, mas antes de lhe passar a palavra, quero se me permitem, apenas dizer  duas coisas muito rápidas e já agora, falar um pouco também de mim. Há que aproveitar as oportunidades…🙂
    • Também eu fui emigrante na Suíça durante 20 anos e publiquei, em co-autoria com outro amigo, um jornal dirigido à emigração.
    • Era nossa intenção incutir um pouco de Cultura a quem tinha como hábitos de leitura; eles, o Jornal “a Bola” e elas a Revista “Maria”.
    • Foi muito difícil criar novos hábitos de leitura e chegamos à conclusão, que a Cultura era como um medicamento…
    • Para “medicar” o paciente, tivemos de optar por dosear e camuflar a Cultura, pois o “medicamento” em demasia poderia até matar o “doente” .
    • Assim, foi com reportagens fotográficas, concursos, adivinhas, humor, culinária, e com banalidades qb sempre à mistura com o Camões, com o Pessoa, o Saramago, o Cesário Verde, o Eça de Queirós, o José Cardoso Pires, o Ary do Santos e tantos outros, incluindo muitos trabalhos aqui do nosso homenageado.
    • Conseguimos com esta mescla editorial, despertar o interesse pela leitura e até a veia artística de alguns portugueses manifestou-se positivamente; fomos os “culpados” do despertar de alguns homens das Artes e Letras e de hoje serem conhecidos e reconhecidos.
    • Isto, que acabo de dizer, vem a propósito do trabalho incansável e da colaboração permanente que o meu amigo Euclides Cavaco vem desenvolvendo há várias décadas com compatriotas em todo o planeta.
    • Eu, vou aqui fazer uma afirmação e confessar que… também eu não lia poesia, pois não tinha apetência para tal. Mas com o descobrir dos trabalhos maravilhosos de Euclides Cavaco, ao escutar a sua potente voz, com o fundo musical da guitarra, passei a ser um consumidor da poesia. Também ele aqui soube “dosear o medicamento” e ensinou-me a gostar… Por isso lhe agradeço publicamente.
    • A última coisa  que gostaria de dizer, é mais um lamento ou crítica, (que pode ser lido no posfácio  na página 155 desta obra) e que se relaciona com o desconhecimento ou desprezo que as entidades oficiais e não só, tem, das valências dos nossos Emigrantes portugueses no Mundo. É lamentável que a aferição da qualidade do emigrante seja proporcional ao envio das receitas…
    • PORTE PAGO – A eliminação progressiva de que o “Porte Pago” tem sido alvo, é grave. Pois como se sabe, o “Porte Pago” era o suporte financeiro que os jornais regionais e das Comunidades possuíam, para levar a cultura e a actualidade regional até junto dos nossos Emigrantes. A expedição dessas publicações tornou-se incomportável e o cordão umbilical que os ligavam à sua terra natal, deixou de existir.
    • É certo que foram criados sites, em substituição dos jornais em papel, mas nem todos os nossos compatriotas tem acesso à Net… e não há nada que chegue ao livro e ao jornal e ao seu característico cheiro a tinta e que pode ser levado e lido em qualquer parte… Poderia dar outros exemplos, mas estamos aqui para falar de Euclides Cavaco…
    • Vou terminar, mas antes, quero reafirmar de que entidades oficiais e a população em geral, deveriam ser conhecedores da obra empreendedora de homens como o Euclides Cavaco. Aos presentes e em especial ao meu amigo Euclides, muito obrigado!

Manuel Araújo

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s