UHF – “Absolutamente ao Vivo” sai na próxima semana

Posted: 8 Março, 2009 in Amigos, CD, Cultura, entrevista, Gratis, Música, Música, Noticias, Videos, Cinema, Fotografía, Geral,, Opinião, Política, Porttuguesa, Portugal, Radio, Revistas, RTP, Sociedade, Suíça, Terras de Bouro, TVI, UHF
Tags:

amrPor ocasião do lançamento do novo trabalho dos UHF, conversamos com António Manuel Ribeiro, fundador do grupo de rock mais antigo de Portugal, que durante décadas, muito tem contribuído para a Cultura musical de qualidade do nosso pais. O primeiro concerto do grupo foi no dia 20 de Novembro de 1978 e desde então, segundo ele tem continuado sempre activos e “ligados à corrente”.

Êxitos como Rua do Carmo, Cavalos de Corrida, Jorge Morreu, Foge Comigo Maria, A Lágrima Caiu, Sarajevo, Menina Estás à Janela e tantos, tantos outros, são músicas que todos conhecem. Agora de uma só assentada, Manuel António Ribeiro junta-lhe um DVD e um duplo CD, que se intitula “Absolutamente ao Vivo”. Mas nesta conversa, foi ainda abordada a actualidade social e política do Mundo onde vivemos, onde faz críticas e aponta soluções…

Manuel Araújo

António, quando vai ser apresentado o vosso novo trabalho?

António Manuel Ribeiro – O DVD “Absolutamente ao Vivo” dos UHF é colocado à venda no próximo dia 16 de Março. Em simultâneo a banda sonora será editada num duplo CD, constituindo o nosso terceiro disco ao vivo.

Onde poderá ser ser adquirido e quem os edita?

AMR – Os dois trabalhos serão colocados à venda em todo o país e também no nosso site para quem viva fora do país. É uma parceria entre a nossa editora, a AM.RA Discos, e a multinacional SONY, a quem licenciámos estes trabalhos.

Durante estes últimos conturbados meses, o que tens feito e por onde tens andado?

AMR – Tenho andado por aí a trabalhar, tenho prazos a cumprir, quer no campo da música quer com o novo livro que estou a concluir. Gostaria de passear mais do que faço – já me está fazer falta uma saltada a Paris, por exemplo.

Sabe-se que vão fazer uma nova digressão brevemente. Quando começam?

AMR – Arrancamos com a deste ano a 14 de Março, num Encontro de Fãs, o VI, por iniciativa de um núcleo duro de militantes da causa UHF, em Ega, perto de Soure.

E quanto à Suíça… para quando, a repetição daquelas noites memoráveis que lá viveste?

AMR – Gostaria de voltar em breve à Suíça onde temos muitos amigos e onde realizámos grandes espectáculos. Eu próprio, mais a minha guitarra acústica, participei em noites portuguesas com um grande entusiasmo, muitas vezes festas ligadas ao Benfica, o meu clube, e para o qual escrevi o hino “Sou Benfica”.

O Mundo está a fervilhar, fala-se a toda a hora da crise, há descrença e insegurança quanto ao futuro. Queres descrever o que pensas sobre a situação política e financeira actual, tanto a nível nacional, como internacional?

AMR – É preciso que as pessoas pensem que nos últimos anos o mundo competitivo tornou-se uma selva, mas com menos regras que a selva dos animais ditos não inteligentes. Valeu tudo enquanto houve a miragem de se estar a ganhar, até à ruptura final, até esta enorme mentira que era o crescimento continuado sem sustentação na produção de bens que as pessoas precisassem e pudessem adquirir. Os lucros, sempre os lucros, calaram tudo enquanto durou. Só que a bolha rebentou, como todas as bolhas. Acredito que muitos querem refazer dos cacos o velho sistema, mas o que é preciso é um novo mundo, baseado num novo paradigma, sem mentiras dos governos, dos banqueiros, dos políticos em geral, dos empresários que agora sofrem na pele a leviandade em que entraram, de todos os que precisam de um emprego para subsistir. Aqui em Portugal, como no resto do mundo, as coisas estão feias. E Portugal, como se sabe, é uma economia anémica por definição. Em vez da miragem, é preciso falar verdade às pessoas.

Sei que será difícil concretizar-se, é utópico, mas se tivesses o poder durante um dia, o que mudarias neste mundo?

AMR – Punha as pessoas a falar umas com as outras sobre as suas vidas, e calava a torneira dos disparates dos políticos deste tempo – o modelo Bush vai perdurar durante muito tempo.

Para finalizar, queres deixar uma mensagem de esperança aos nossos leitores?

AMR – Quero rever os meus amigos, aí ou por aqui no verão. E quero encontrar novos amigos. Como costumo dizer quando estou em palco “a nação somos nós, são as pessoas que fazem a nação. Qualquer político desta fornada não passa sempre de um funcionário público a prazo”. É dentro de nós, de vós, que se encontram as soluções, acreditem.

Para eventuais espectáculos, como te podem contactar?

AMR – No site dos UHF (www.uhfrock.com) estão lá todos os contactos – info @uhfrock.com.

Comentários
  1. Aqui na zona de Coimbra ainda não foi posto à venda em qualquer lado, o ultimo trabalho dos UHF, e estamos a 19 de Março.

  2. Caro Ferreira, houve um percalço… agora está previsto para a próxima segunda feira dia 23.
    Abraço

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s