Padres acusados de violar 507 crianças

Posted: 10 Setembro, 2010 in Bandalheira, Belgica, Braga, Escandalo, Igreja catolica, Padre, Parte Social

A comissão independente encarregada de averiguar se a igreja católica é ou não culpada de ter camuflado os escândalos de pedofilia na Bélgica chegou hoje a uma conclusão. Peter Adriaenssens, autor de um documento divulgado pelos investigadores, garante “que não se trata de simples acusações sexuais… foram provados casos de abuso sexual”.
As vítimas dos abusos perpetuados nos anos 50, 60 e 70 tinham entre dois e 12 anos. Segundo o relatório, metade dos culpados já morreram e a maior parte dos crimes já prescreveu. Na Bélgica, oscrimes sexuais contra menores prescrevem assim que estes fazem 28 anos. Hoje a maior parte das vítimas tem entre 40 e 60 anos. Dois terços são do sexo masculino e tinham entre 2 e 17 anos na altura em que começaram a ser violados.

O texto, de 200 páginas, contém 124 testemunhos anónimos muito detalhados. Adriaenssensexplicou que o maior medo das vítimas é que a imprensa divulgue as histórias detalhadamente.
O relatório divulga ainda que 13 das vítimas se suicidaram.

A comissão, presidida pelo pedopsiquiatra Peter Adriaenssens, demitiu-se em bloco em Junho passado, depois da polícia belga ter confiscado vários documentos do processo. Garantiram no entanto que iriam concluir o trabalho iniciado.

As conclusões foram apresentadas esta sexta-feira e publicadas online (clique para aceder ao site).

in ionline

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s