UMA PÉROLA DA LITERATURA – de Fernando Madureira

Posted: 16 Novembro, 2010 in Desporto, Futebol, Portugal

Excertos do livro lançado por Fernando Madureira, o “Macaco” para os amigos, líder da claque Super Dragões.
Quem escreveu o livro foi o jornalista Filipe Bastos. Fala-se lá de tudo, desde roubos, raptos, agressões, paixões e ódios…

BENFICA INIMIGO, PORTUGAL “AMIGO”

“O BENFICA é o nosso inimigo mortal. Ponto de honra derrotá-los, dentro e fora das quatro linhas.”

Benfica – F.C.P = (1992) – “Depois da festa, foi o fim do mundo. Distribuímos pancada por tudo o que fosse vermelho.” “Surgiu a ideia de criar os ultras portugal com elementos dos super dragões e da claque do Sporting. A primeira viagem foi contra a Itália.(…) No caminho, o Borrego lançou um concurso que consistia em ver qual era a claque que mais roubava (…) Foi o caos em Andorra! Lojas e mais lojas cheias de máquinas de filmar, roupa, tabaco…Tudo à mão de semear. Ficámos em transe.”

Corunha – F.C.P (2004) – “Resolvemos pôr-nos atrás do repórter a fazer de otários e a gritar “Porto”. O cabrão manda desligar a câmara e diz: “estes gajos do Porto são sempre os mesmos palhaços…”. Saltou-lhe tudo em cima. Levaram um tareão e sem telemóveis.”

Guimarães – F.C.P (1994) – “Houve um policia que se armou em esperto e deu uma bastonada num gajo. Veio outro por trás, deu-lhe uma sarda, ele ficou lá esticado.”
Braga – F.C.P (1995) – “Pelo que se comentava, muito do pessoal tinha notas falsas para comprar os bilhetes e ainda trazer troco.”

Setúbal- F.C.P (2002) – “Foi o caos! Entraram cem gajos pela área de serviço e roubaram tudo o que lhes apareceu à frente. Até que os guardas trancaram 16 (…) Foram todos absolvidos. Foi um final feliz.”

M.United – F.C.P (2004) – “Nunca vi uma coisa daquelas num free shop. Até montras de ouro tinha. Foram dez minutos. Uma rapadela total.”

Juventus – F.C.P (2001) – “Abri o cortinado das hospedeiras e vi o Alexio e o Caveira aos beijos e aos apalpanços (…) Os outros começaram a puxá-las, a dar-lhes surras no cu e a apalparem-nas… Depois, o co-piloto começou a falar comigo a explicar que tinham roubado a carteira ao comandante. Ele estava fodido e já queria aterrar o avião, antes do tempo! (…) Os cães sentiram o cheiro a ganza que os gajos fumaram durante o voo…”

Corunha – F.C.P(2003) – “Só os vi em cima dele a disputarem o telemóvel, a camisola, as calças, o dinheiro. Quando me apercebi do que ele estava a dizer vi que era espanhol. Não queria acreditar que tinham raptado um puto de 17 anos. Os cabrões, como íamos de porta aberta, viram o chavalo e meteram-no para dentro do autocarro. Fiquei cego e enchi-os de porrada. “Vocês, são doidos! Se queriam roubar, roubassem antes de entrar”.

Obs.:
texto recebido por email, o qual não merece qualquer espécie de comentário…

Comentários
  1. Joel diz:

    Isto não tem nenhum comentário??

    Osga-se

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s